O LAIC (Laboratório do Acesso à Informação e ao Conhecimento) reúne pesquisadores, com diferentes expertises e olhares, que são norteados por um objetivo comum: investigar as dinâmicas sociais, econômicas e políticas envolvidas em diferentes iniciativas e experiências de usos das tecnologias de informação e comunicação que afetam o acesso à informação pública e ao conhecimento. As pesquisas do LAIC, de caráter interdisciplinar, agrupam-se em quatro eixos temáticos:

Governança

Governança da Internet e Marco Civil da Internet

Segundo a Cúpula Mundial sobre a Sociedade da Informação, Governança da Internet é o desenvolvimento e a aplicação pelos Governos, setor privado e sociedade civil, em seus respectivos papéis, de princípios compartilhados, normas, regras, procedimentos para tomadas de decisão e programas, que regem a evolução e o uso da Internet. Nesse eixo temático, são desenvolvidas pesquisas relativas a governança da Internet no Brasil, buscando confrontar o que está em curso no país com o que está vigente em outros países. Adicionalmente, investiga-se os aspectos da governança da Internet que se dão no plano internacional por meio de acordos multilaterais.

Transparência

Transparência Governamental, Dados Abertos e Lei de Acesso à Informação

Nesse eixo temático busca-se analisar e discutir iniciativas e experiências voltadas para as políticas de transparência governamental, dados abertos (open access), dados governamentais abertos e acesso à informação pública. Adicionalmente, são problematizadas as leis e demais aparatos legislativos brasileiros que regem o acesso à informação pública, a exemplo da Lei de Acesso à Informação (LAI), em comparação com os marcos legais vigentes em outros países.

Informação

Política de Informação, Estado Informacional e Política de Inovação

Nos termos de Sandra Braman, o conceito de política de informação representa as leis e regulamentos que lidam com qualquer um dos estágios da cadeia de produção da informação, ou seja, com a sua criação, processamento (cognitivo e algorítmico), armazenamento, transporte, distribuição, busca, uso e destruição. Nesse eixo temático, são analisadas as políticas de informação nacionais do Brasil e de outros países, problematizando a emergência do Estado informacional, ou seja, aquele que, cada vez mais, emprega a informação para exercício do poder. Adicionalmente, nesse eixo temático, investiga-se também os sistemas nacionais de inovação e a relação dos atores sociais aí envolvidos (Estado, universidades e empresas).

Letramento

Letramento Informacional e Midiático

As tecnologias de informação e comunicação contemporâneas tornaram-se pervasivas com profundas implicações sociais, políticas, econômicas e culturais. O acesso ao conhecimento e a participação cidadã demandam competências e habilidades digitais, informacionais e midiáticas. O eixo temático tem como pressuposto o princípio da tensionalidade, ou seja, reconhece que as relações sociais se dão em um terreno marcado por dificuldades, obstáculos, disputas e conflitos. Desta forma, recusa o determinismo tecnológico e problematiza os desafios de aprender, ensinar e interagir em ambientes digitais interconectados, investigando iniciativas e experiências que empregam as tecnologias de informação e comunicação para fomentar o letramento informacional e midiático, a cidadania e a difusão da cultura.